Senador Elmano Férrer

Elmano Férrer de Almeida nasceu em Lavras da Mangabeira, no Ceará, em 01 de agosto de 1942. Reside em Teresina desde abril de 1966.

É casado com Telezila Fortes Férrer de Almeida, e tem três filhos: Leonardo, Elmano Filho e Elza.

Engenheiro agrônomo formado pela Universidade Federal do Ceará, advogado graduado pela Universidade Federal do Piauí, Elmano Férrer é pós-graduado nas áreas de Planejamento e Desenvolvimento Econômico, Gestão de Instituições de Pesquisa e Ações Governamentais Integradas

Servidor público de carreira, já ocupou os cargos de Secretário de Planejamento do Estado do Piauí, presidente do Conselho Diretor do Centro de Apoio a Pequenos Empreendimentos – CEAPE/PI, diretor da Unidade de Pesquisa da Embrapa/PI, assessor do Conselho Deliberativo do Sebrae, técnico da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (SUDENE,) e Secretário do Trabalho, Desenvolvimento Econômico, Tecnológico e Turístico do Piauí.

Foi eleito vice-prefeito de Teresina em 2004 e reeleito 2008. Assumiu o cargo de Prefeito da capital do Piauí em 31 de março de 2010.

Elmano Ferrer é filiado ao PMDB e foi eleito senador em 2014, com 981.219 votos. O senador tem como suplentes José Amuri e Alzenir Porto, 1º e 2º suplente, respectivamente.

História na Política

Senador pelo Piauí - 2014

Elmano Ferrer foi eleito senador em 2014, com 981.219 votos, filiado ao PTB e com a coligação A Vitória com a Força do Povo, composta pelos partidos PTB / PP / PT / PHS / PR / PROS / PRP / SD.
O senador tem como suplentes José Amuri e Alzenir Porto, 1º e 2º suplente, respectivamente.

Prefeito de Teresina - 2010 a 2012

Permaneceu por 02 anos à frente da prefeitura até a disputa pela reeleição para prefeito de Teresina. No segundo turno, Elmano obteve 200.062 votos, ou seja, 48,46% do total, tendo sido derrotado por Firmino Filho que recebeu 51,54% dos votos válidos.

Vice-prefeito de Teresina - 2005 a 2010

Foi eleito vice-prefeito de Teresina em 2004 e reeleito em 2008 sempre em dobradinha com o médico Sílvio Mendes, assumindo o cargo em 31 de março de 2010, quando o titular renunciou para disputar o governo do estado.