Já está disponível a 2ª edição do VADE MECUM

CADASTRE-SE

NOTÍCIA

  09 de novembro de 2017

Elmano Férrer chama atenção para segurança nas barragens no Piauí

Em pronunciamento, o senador destacou a barragem de Cajazeiras, que está totalmente seca, e barragem de Barreiras, que tem falhas estruturais.

O senador Elmano Férrer (PMDB-PI) chamou atenção para a crise hídrica que afeta a região do semiárido do piauiense e para a situação das barragens, que estão em situação de risco no estado. Em pronunciamento, nesta quinta-feira (09), o senador destacou também que o estado é rico em água subterrânea, mas que não é utilizada para o consumo de famílias que sofrem com a falta de abastecimento.

Segundo o senador Elmano Férrer, existem barragens no Piauí que estão em condições dramáticas. Como é o caso do Açude Cajazeiras, em Pio IX, que tem capacidade de 24,7 milhões de metros cúbicos, mas está totalmente seco. "Tive oportunidade de visitar algumas barragens no Estado do Piauí, ao longo dos 51 anos que tenho no Piauí, eu nunca vi no estado o que eu testemunhei. A população já sente, sobretudo a população rural do município de Pio IX e proximidades", disse.

Outro caso citado pelo senador Elmano Férrer é o Açude Barreiras, em Fronteiras, que apresenta falhas estruturais e erosões significativas, indicando risco de rompimento futuro. Elmano Férrer afirmou que, segundo relatório da ANA (Agência Nacional de Águas), esse açude e outros no Piauí em situação de risco, lembrando o desastre em Mariana (MG).  "Isso é preocupante, porque não só as barragens de Cajazeiras e Barreiras correm risco futuro de arrombamento, mas também outras 29 barragens, só nó Estado do Piauí", ressaltou Elmano.

De acordo com o senador, há projetos para recuperação de barragens no DNOCS e que há uma legislação específica para tratar da Política Nacional de Segurança de Barragens, a Lei 12.334.

O senador Elmano Férrer destacou ainda cinco barragens, que estão em situação crítica de volume: Bocaína, que abastece o município de Bocaína, Picos e Sussuapara, tem capacidade de 106 milhões de metros cúbicos de água, mas que está com volume atual de apenas 13,21% de água. A barragem de Piaus, em São Julião, tem capacidade de 104 milhões de metros cúbicos de água, e volume atual de 4%. Em Padre Marcos, o Açude Estreito tem capacidade de 23,8 milhões de metros cúbicos, e volume atual de 6,7%. "Os interiores desses municípios são abastecidos através de carros-pipa, que em pleno século XXI, ainda estão predominando, no semiárido do Nordeste, sobretudo nessas épocas de grande seca, são eles que salvam as populações, sobretudo a população rural", afirmou o senador Elmano Férrer.

Adutora do Sertão

No Plenário, o senador Elmano Férrer também defendeu medidas definitivas para solução da falta de abastecimento de água no semiárido piauiense, como o aproveitamento de águas subterrâneas. Para ele, a Autora do Sertão mostra-se como saída mais viável, que seria capturar água do Aquífero Cabeças.

"Já existem 37 poços tubulares, que foram perfurados na década de 1980. Se fôssemos fazê-los hoje, gastaríamos R$100 milhões. Então, os geólogos da CPRM conceberam esse projeto de levar água desse rio subterrâneo – do Vale do Gurgueia - para 51 Municípios dessa região dos cerrados piauienses, para resolver o problema em definitivo dessas populações, em torno de quase 500 mil habitantes", defendeu o senador Elmano Férrer, que conseguiu viabilizar recursos para realizar o Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica  Ambiental.