NOTÍCIA

  14 de May de 2020

Elmano Férrer defende planejamento para o retorno da construção civil no Piauí

O parlamentar reconhece a importância das medidas de isolamento aplicadas para salvar vidas, e diz que a área da construção civil está no rol das atividades essenciais.

O senador Elmano Férrer (PODEMOS/PI) quer abrir o diálogo com a Prefeitura de Teresina e Governo do Estado sobre a volta as atividades do setor da construção civil. Segundo o senador, é uma atividade essencial, que afeta diretamente em emprego e renda dos piauienses. O parlamentar se pronunciou no Senado Federal nesta quinta-feira (14) e pediu planejamento para o retorno do setor, como acontece na maioria dos estados.

Elmano Férrer destacou a importância das medidas de isolamento aplicadas em todo estado. "No Piauí, o governador Wellington Dias e o prefeito de Teresina Firmino Filho têm como prioridade máxima a defesa da vida dos piauienses. As medidas de isolamento e a proibição de atividades não essenciais são duras, mas acertadas, e estão salvando muitas vidas. Entretanto, preciso destacar a importância de planejarmos os próximos passos. Na quinta-feira passada, o Governo Federal incluiu a construção civil no rol de atividades essenciais. Mas são os estados e municípios que têm o poder de estabelecer políticas de saúde e isolamento social e serviços essenciais˜, afirmou o senador.

A construção civil é um dos propulsores da economia, responde por 6% do PIB e 34% da indústria brasileira, gerando 13 milhões de empregos diretos e indiretos. No restante do país, a indústria da construção civil continua ativa. "Além da importância para a economia, neste segmento não há atendimento ao público, o que minimiza os riscos de contágio, especialmente, se tomadas todas as medidas de higiene", justificou o senador.

Elmano Férrer citou as obras públicas do DNIT para exemplificar o prejuízo com a paralisação do setor da construção civil. De acordo com ele, o Viaduto do Mercado do Peixe seria concluído neste mês, mas as obras foram paralisadas devido à pandemia, atrasando também o andamento das obras dos Viadutos Rodoferroviários. E caso não haja retorno das atividades, as obras da duplicação Teresina a Dermerval Lobão também serão impactadas.

"Venho pedir ao governador Wellington Dias e o prefeito Firmino Filho que reflitam sobre o assunto e avaliem incluir a construção civil no rol das atividades econômicas liberadas no Piauí, a exemplo do que já ocorre em todo país”, concluiu o senador em seu pronunciamento.