NOTÍCIA

  06 de April de 2021

Elmano Férrer diz que concessão abre caminho para ampliação e modernização do aeroporto de Teresina

Com a concessão, serão investidos cerca de R$ 300 milhões em nosso aeroporto, ao longo de três décadas

A gestão do Aeroporto Petrônio Portella, em Teresina, vai passar para a iniciativa privada. A concessão será formalizada, nesta quarta-feira, durante um leilão virtual em São Paulo, sob a responsabilidade da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). “O Aeroporto de Teresina será leiloado junto com outros terminais, dentro do chamado bloco Central, que tem um valor estimado em mais de R$ 8 bilhões”, informa o senador Elmano Férrer.

O parlamentar, que é um entusiasta das grandes obras de infraestrutura, avalia que esta concessão abre um novo horizonte para o principal terminal piauiense. “Com a concessão, serão investidos cerca de R$ 300 milhões em nosso aeroporto, ao longo de três décadas”, destaca Elmano Férrer. Conforme o senador, parte destes recursos será utilizado na desapropriação de uma área de 30 mil metros quadrados, dentro do projeto de ampliação e modernização do terminal. 

Elmano Férrer enfatiza que o aeroporto Petrônio Portella não mais condiz com o tamanho e a importância de Teresina. “As instalações atuais não atendem as demandas da nossa capital”, sentencia. Mas, segundo ele, durante o período de concessão, vão ser abertos novos espaços e oferecidos mais voos diretos, ligando Teresina a outras capitais. “A expectativa é que, em um tempo não muito distante, o número de voos passe de 8 para 13”, diz.

Outros aeroportos

No evento desta quarta-feira, a Anac vai leiloar um total de 22 aeroportos, divididos em três grupos (Central, Norte e Sul). “Juntos, estes aeroportos respondem por 11% do transporte aéreo de passageiros no país”, acrescenta Elmano Férrer. Do bloco Central, que inclui o terminal piauiense, também fazem parte os aeroportos de Goiânia/GO, Palmas/TO, Petrolina/PE, além de São Luís e Imperatriz, no Maranhão.

O bloco Norte inclui seis aeroportos, sendo três no Amazonas (Manaus, Tabatinga e Tefé); dois no Acre (Rio Branco e Cruzeiro do Sul); e um em Rondônia (Porto Velho). Já no bloco Sul, estão nove aeroportos: Curitiba/PR, Foz do Iguaçu/PR, Londrina/PR, Bacacheri/PR, Navegantes/SC, Joinvile/SC, Pelotas/RS, Uruguaiana/RS e Bagé/RS.