Já está disponível a 3ª edição do VADE MECUM

INSCREVA-SE

NOTÍCIA

  05 de November de 2015

Elmano Ferrer registra morte de Lucídio Portela

"Como homem público, Lucídio Portella tinha responsabilidade importantíssima no que se refere aos mais altos interesses do Estado. Irmão mais velho de três ex-senadores, teve em Petronio Portella um irmão que foi marco na história política do Brasil"

Da tribuna do Plenário, o senador Elmano Férrer (PTB-PI) registrou, nesta quinta-feira (5), a morte do ex-governador do Piauí Lucídio Portella, que ocupou duas vezes uma cadeira no Senado. O político, irmão de Petronio Portella, que desempenhou significativo papel no fim do regime militar no Brasil, morreu em 30 de outubro, em Teresina (PI).

Elmano Férrer observou que Lucídio pertencia a uma família política tradicional e que, no governo do Piauí, marcou época, realizando uma administração austera, sem nepotismo, calcada especialmente no zelo pela coisa pública. Recordou ainda o outro irmão de Lucídio, Eloy Portella, que também foi senador.

- Como homem público, Lucídio Portella tinha responsabilidade importantíssima no que se refere aos mais altos interesses do Estado. Irmão mais velho de três ex-senadores, teve em Petronio Portella um irmão que foi marco na história política do Brasil. Petronio fez e catalizou todo o processo de negociações com vistas ao reencontro do Brasil com o estado democrático de direito – disse ainda Elmano Férrer.

Fonte: Agência Senado