Já está disponível a 3ª edição do VADE MECUM

INSCREVA-SE

NOTÍCIA

  23 de maio de 2019

No Piauí, mais de 50 Unidades de Saúde da Família podem solicitar horário estendido

A ideia executada em Teresina na gestão do ex-prefeito e atual senador, Elmano Férrer, está sendo implantada em todo país para garantir consultas e exames no período noturno.

O Projeto Ambulatório do Trabalhador proposta criada em 2012 durante a gestão do ex-prefeito de Teresina, atual senador Elmano Férrer (PODEMOS-PI), está sendo implantada em todo país. No Piauí, mais de 50 Unidades de Saúde da Família cumprem os pré-requisitos para adesão ao novo programa de horário estendido para atendimento à população.

O programa  tem como objetivo oferecer ao cidadão, usuário do SUS, a opção de consultas em várias especialidades e exames no período noturno e fins de semana. No dia 14 de março, o senador Elmano Férrer apresentou o projeto pioneiro em Teresina ao presidente da República Jair Bolsonaro, que manifestou imediato interesse em implantar a ideia do terceiro turno nos postos de saúde de todo país. No último dia 16, o ministro da Saúde assinou a portaria do novo programa chamado de Saúde na Hora, com finalidade de ampliar acesso aos serviços da Atenção Primária à Saúde e desafogar as emergências.

“O Ambulatório do Trabalhador foi concebido para atender as necessidades e problemas assistenciais observados em Teresina. Uma parcela dos pacientes que necessitam de atendimento encontra dificuldade para sua obtenção, em função do tempo de espera e do horário de atendimento diurno”, afirmou o senador Elmano Férrer.

Segundo informações do Ministério da Saúde, o Piauí possui 1.281 UFS em funcionamento com atuação de 1.283 Equipes de Saúde da Família, cobrindo 99% da população (3,1 milhões).  São ao todo 1.209 Equipes de Saúde Bucal, alcançando 2,1 milhões de pessoas. Do total de USF abertas, o Ministério estima que 54 estariam aptas a participar do novo programa por já possuírem três ou mais Equipes de Saúde da Família, o que é pré-requisito para adesão à ampliação do horário de atendimento à população.

O Ministério da Saúde anunciou que os municípios que ampliarem o horário de atendimento à população nas Unidades de Saúde da Família (USF) passam a receber mais recursos do Governo Federal. Para aderir ao programa, as unidades deverão atender a alguns requisitos, como manter a composição mínima das equipes de Saúde da Família - com médico, enfermeiro, odontologista e auxiliar de enfermagem - sem reduzir o número de equipes que já atuam no município. A USF também deve funcionar sem intervalo de almoço, de segunda a sexta, podendo complementar as horas aos sábados ou domingos. Além disso, a unidade também deve ter o prontuário eletrônico implantado e atualizado.