Já está disponível a 3ª edição do VADE MECUM

INSCREVA-SE

NOTÍCIA

  20 de July de 2016

Projeto realiza diagnóstico sobre a situação do idoso em Teresina

Ação realizada pelo senador Elmano Férrer (PTB), Fundação Ivete Vargas e Partido Trabalhista Brasileiro, apresenta o Projeto Cidade Amiga do Idoso

Aconteceu em Teresina a apresentação do Projeto Cidade Amiga do Idoso e treinamento. A ação, realizada pelo senador Elmano Férrer (PTB), Fundação Ivete Vargas e Partido Trabalhista Brasileiro, levou para Teresina o professor doutor e coordenador do Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre o Envelhecimento da Universidade Castelo Branco (RJ), Hélio Furtado, que apresentou o projeto.

“O encontro foi realizado para uma sensibilização sobre o tema para posterior realização de diagnóstico sobre como os idosos vivem em Teresina, como a capital recebe os idosos nos mais diversos segmentos e o olhar deles sobre isso. Discutimos sobre o que podemos fazer para que a qualidade de vida dos idosos fiquem em padrão aceitável, expectativa de vida, vida saudável”, afirmou o professor Hélio Furtado.

Entidades ligadas a temática marcaram presença na discussão sobre a temática. “Essa é uma maneira muito interessante de inserir essa população que a cada dia cresce mais na sociedade, resgatar essas pessoas da melhor idade. Pensando nesse público, a OAB aprovou há 15 dias uma resolução onde os advogados idosos tem o benefício de redução da anuidade, levando em consideração o estatuto que consta esses direitos de diferenciamento”, contou a advogada e presidente da comissão dos direitos do idoso da OAB-PI, Joria Batista.

De acordo com o projeto, em termos práticos, uma cidade amiga do idoso adapta suas estruturas e serviços para que estes sejam acessíveis e promovam a inclusão de idosos com diferentes necessidades e graus de capacidade. “Momento bastante interessante. Precisamos dessas iniciativas para que a sociedade se informe e entenda que o Brasil e o mundo está envelhecendo, e precisamos nos preparar para envelhecer. A cidade de Teresina já avançou, mas ainda tem muito por fazer”, ressaltou Marcone Dias Lopes, membro da Pastoral da Pessoa Idosa e do Conselho Estadual da Pessoa Idosa.

ÁLBUM DE FOTOS