NOTÍCIA

  11 de April de 2022

Elmano Férrer viabiliza restauração do teatro Diniz Chaves em Esperantina

Ao assegurar os recursos para este projeto, estamos preservando nossa memória e promovendo um resgate deste importante centro de cultura

O Teatro Diniz Chaves, em Esperantina, pode reviver seus tempos de glória. A novidade é resultado de uma ação do senador Elmano Férrer (PP/PI), que destinou R$ 1 milhão para a restauração completa do espaço, que já foi um dos mais tradicionais centros de cultura do interior do Piauí. O parlamentar lamenta as atuais condições do prédio e reconhece que a obra é de grande importância, especialmente, para a comunidade local.

“Ao assegurar os recursos para este projeto, estamos preservando nossa memória e promovendo um resgate deste importante centro de cultura, que é um marco na história de Esperantina”, avalia Elmano Férrer. Conforme o senador, o objetivo é devolver aos esperantinenses um teatro ainda mais moderno. "E com maior potencial para difundir a cultura, formar novas gerações de artistas e oferecer diversão e arte para os moradores da cidade”, destaca o parlamentar.

Palco de grandes espetáculos

O Teatro Diniz Chaves foi inaugurado em 1970. Durante três décadas, o espaço ampliou os horizontes culturais de Esperantina e foi palco de grandes espetáculos que marcaram a vida dos moradores da cidade. Mas, infelizmente, os tempos de glória ficaram para trás. Há mais de 20 anos que o teatro Diniz Chaves não tem condições de receber novos espetáculos. Enquanto isso, o prédio vem se deteriorando.

Outras fases do projeto

Elmano Férrer diz que foi o deputado Themístocles Filho, presidente da Assembleia Legislativa do Piauí, que chamou sua atenção para o estado de abandono do teatro Diniz Chaves. “Fiquei muito sensibilizado com a situação do teatro. E, reconhecendo a importância do espaço e após um pedido do deputado Themístocles, resolvi trabalhar para conseguir os recursos para viabilizar a obra. Agora vamos entrar nas outras fases do projeto e, em breve, a gente espera devolver este belo teatro para a população de Esperantina”, comenta o senador.